Área: Geoprocessamento e Análise Ambiental

A gestão ambiental efetiva demanda conhecimento qualificado para atuar na aquisição, análise e representação de fenômenos do mundo real. Tal premissa conta com a disponibilidade de dados e informações espaciais advindas de sensores de observação da terra e de equipamentos de navegação que carecem domínio prático e teórico em geociências e em ferramentas de manipulação desses dados. Assim, profissionais que atuam nessa área precisam ter capacidade de interpretar, manipular e gerar dados espaciais para a extração de informações úteis nas mais diversas áreas do conhecimento com acurácia e precisão necessárias. Além disso esses devem ser capazes de analisar de forma crítica os produtos gerados, observando as vantagens e limitações no uso. 

Assim a área de concentração em geoprocessamento e análise ambiental tem como objetivo propor novas ferramentas e metodologias de análise do meio ambiente garantindo o aporte aos tomadores de decisão com base no geoprocessamento. Temos procurado investigar temas relevantes e formar recursos humanos vocacionados para o ensino, pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação. Dentre os profissionais que atuam na área, destacam-se Engenheiros Cartógrafos, Agrimensores, Civis, Agrônomos, Florestais, Ambientais, além de Geólogos, Matemáticos, Físicos, Geofísicos, etc. 

As linhas de pesquisa são: Avaliação de Dados e Técnicas de Sensoriamento Remoto, Geoprocessamento, Cartografia e Geodésia; Detecção de mudanças e evolução do Meio Ambiente 

Avaliação de Dados e Técnicas de Sensoriamento Remoto, Geoprocessamento, Cartografia e Geodésia

Os problemas investigados nesta linha de pesquisa relacionam-se com a aquisição de dados específicos, desenvolvimento métodos e procedimentos que viabilizem a utilização de novos recursos tecnológicos para a geração de mapas, construção de bases de dados, representação e análise das informações geoespaciais, incluindo o controle de qualidade dos produtos cartográficos produzidos. Os principais temas desenvolvidos nessa linha são estudos relacionados com o desenvolvimento de abordagens inovadoras nos estudos de ambientes aquáticos e ambientes urbanos. Propõe-se investigar elementos que se caracterizam pela variabilidade espectral, espacial, temporal ou espaço-temporal, a partir da integração de dados multifonte e multiformato, da utilização da análise espacial e da modelagem analítica e empírica. Esta linha de pesquisa também trabalha ativamente na configuração de sistemas leves embarcados em RPAs (Aeronaves Remotamente Pilotadas). 

Detecção de mudanças e evolução do Meio Ambiente:

Para compreender as mudanças do meio ambiente terrestre em resposta à evolução natural e às atividades antrópicas, que são de caráter dinâmico, é necessário dispor de uma fonte de dados com agilidade temporal e espacial que satisfaça ao lapso de tempo dessa evolução. Através do processamento digital de imagens de satélite em séries temporais pode-se mapear e avaliar a evolução de processos de mudanças e evolução do meio ambiente. A presente linha de pesquisa prevê abordar problemas ambientais locais, regionais e globais que envolvam a necessidade do uso e integração de dados espacializados e alfanuméricos. Busca-se assim investigar tendências e a dinâmica de mudanças do meio ambiente.