Área: Geofísica 

A área de concentração Geofísica abrange pesquisas em diferentes ambientes e escalas para estudo do interior da Terra e de áreas submersas com métodos geofísicos, dos quais destacam-se os seguintes: Sismologia, Sismica, Gravimetria, Magnetometria, Eletromagnetometria e Gamaespectrometria. A formação de pesquisadores nessa área aborda a aplicação destes métodos para estudos desde o núcleo até a parte rasa da subsuperfície da Terra, investigando a estrutura interna do nosso planeta, seus recursos naturais e minerais, o impacto de atividades antrópicas sobre o meio ambiente, incluindo explosões nucleares. Suas linhas de pesquisa são: Geofísica Rasa e Geofísica Regional.  

Geofísica Rasa: Envolve a aplicação dos métodos geofísicos para caracterização de feições naturais ou antrópicas da subsuperfície terrestre, incluindo o assoalho oceânico. Neste âmbito, são desenvolvidas pesquisas e estudos das características e dinâmicas do meio ambiente, voltados para diversas aplicações: arqueologia, geotecnia, exploração mineral, hidrogeologia, monitoramento de barragens, óleo e gás. 

Geofísica  Regional: Envolve o estudo da estrutura interna da Terra, em particular sob o Brasil e a América do Sul, como foco na crosta e no manto superior. Os estudos envolvem: a estrutura da Placa Sul Americana sua evolução espacial e temporal e a compreensão de sua dinâmica interna utilizando métodos geofísicos (gravimetria, magnetometria, sismologia e magnetotelúrico), geoquímicos além de técnicas de tomografia, imageamento, modelagem e inversão geofísica. A essas técnicas integram-se dados geológicos compreendendo melhor as relações entre a estrutura, a dinâmica interna e as feições geológicas e geomorfológicas em superfície. Assim o estudo na avaliação da litosfera (a dezenas de quilômetros da superfície) corrobora o entendimento de feições em superfície, na investigação da geofísica aplicada e no sistema de alerta de registro de atividade sísmica para o Brasil.