Área: Recursos Hídricos e Meio Ambiente

Recursos Hdricos

 

A área de concentração em “Recursos Hídricos e Meio Ambiente” desenvolve pesquisa voltada para problemas ambientais amplos, com uma abordagem multidisciplinar, onde são integradas ferramentas clássicas e inovadoras nas áreas de geociências, hidrogeologia, hidrologia, biogeoquímica, geofísica e de geotecnologias (SR e SIG). A área visa estudar quali-quantitativamente os fenômenos que regem a distribuição e a migração dos elementos químicos, bem como a troca de energia entre os principais reservatórios da crosta terrestre superficiais (aquíferos, águas superficiais, solos, sedimentos, etc). A área visa estudar quali-quantitativamente os fenômenos que regem a quantificação de recursos hídricos subterrâneos e superficiais e sua qualidade por meio de pesquisas sobre a distribuição e a migração dos elementos químicos, bem como a troca de energia entre os principais reservatórios da crosta terrestre superficiais (aquíferos, águas superficiais, solos, sedimentos, etc).

Suas linhas de pesquisa são: Hidrogeologia Conceitual e Aplicada, Gestão de Recursos Hídricos Subterrâneo; Geoquímica Ambiental.

 

Hidrogeologia Conceitual e Aplicada:

Esta linha de pesquisa envolve projetos de caracterização regional e local de aquíferos, proposição de modelos conceituais dos aquíferos, aplicação de simulações numéricas de fluxo de contaminantes em aquíferos e caracterização hidrodinâmica de reservatórios subterrâneos. As pesquisas são baseadas na aplicação de ferramentas como ensaios hidráulicos em poços, traçadores naturais e artificiais, hidroquímica, estudos isotópicos, além do uso de softwares específicos (ex.: MODFLOW, FEFLOW, dentre outros).

Gestão de recursos Hídricos Subterrâneo:

Esta linha de pesquisa tem como objetivos: enumerar, detalhar, propor, desenvolver e testar métodos e ações para a gestão dos mananciais subterrâneos. As pesquisas envolvem ferramentas como a recarga artificial dos aquíferos, determinação de vazões outorgáveis de poços tubulares, determinação do enquadramento dos corpos hídricos subterrâneos, remediação in situ de aquíferos contaminados e determinação de limites de bacias hidrogeológicas, de forma a se ampliar a segurança no abastecimento de água em centros urbanos e áreas rurais.